Reforma da Previdência - Grão

Reforma da Previdência: como os jovens devem se planejar

Reforma da previdência e jovens é certamente uma combinação que parece estranha. Mas que tem tudo a ver com a verdadeira educação financeira.

Cada vez mais, os jovens vão precisar pensar e fazer alguma coisa pela sua aposentadoria (além da Previdência Social). Entretanto, será que estamos prontos para isso?

Estamos em um momento único, afinal o brasileiro está vivendo cada vez mais.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer, em 2019, é de:

  • 80 anos para mulheres; e
  • 73 anos para homens.

Então, se vamos viver mais, é claro que também vamos precisar administrar melhor o dinheiro conquistado.

Somente assim manteremos a qualidade de vida e a capacidade de consumir diante de um volume menor de trabalho.

Nesse sentido, a Reforma da Previdência ganhou destaque nos últimos anos. Ela transformou a relação do brasileiro com a aposentadoria.

Reforma da Previdência

A reforma da previdência trouxe a necessidade discutir a relação entre jovens e aposentadoria de uma forma direta. Tudo parecia tão tranquilo pensando no futuro, mas a Reforma trouxe pontos que merecem destaque:

Idade Mínima

A partir de agora os homens precisarão completar ao menos 65 anos de idade para se aposentar.

As mulheres precisarão ter completado 62 anos para se aposentar de acordo com a reforma da previdência.

Algumas categorias específicas como trabalhadores da área rural, professores e policiais possuem idades diferentes para se aposentar.

Tempo de contribuição

De acordo com a reforma da previdência, o tempo mínimo de contribuição para os trabalhadores do setor privado é de 20 anos para homens (15 anos para quem já está no mercado) e 15 anos para mulheres.

Para os trabalhadores do funcionalismo público, o tempo mínimo de contribuição é de 25 anos para homens e mulheres, desde que tenham ao menos 10 anos de serviço público com 5 anos no cargo.

Reforma da Previdência e jovens: quanto antes planejar melhor

As mudanças na previdência social mostram que é fundamental começarmos o quanto antes a planejar nossa aposentadoria.

Dessa forma, planejar a aposentadoria ainda na juventude pode ser a garantia de um futuro digno e com a possibilidade de garantir capacidade de consumo e tranquilidade em uma das fases mais complicadas e exigentes da vida, a terceira idade.

O raciocínio é simples: para manter o padrão de vida semelhante ao tempo antes da aposentadoria será importante construir uma aposentadoria privada investindo em produtos que lá na frente complementem sua renda e patrimônio.

Jovens e aposentadoria: fases com necessidades diferentes

Diferentemente da juventude, durante o período de aposentadoria as pessoas possuem necessidades e gastos especiais.

Vivendo mais e com mais qualidade de vida, é natural que as pessoas tenham mais gastos com saúde, para citar em um exemplo óbvio.

Um item caro e indispensável, até porque a situação da saúde pública não ajuda em nada, não é verdade?

Desta forma, a saída para o futuro é programar uma aposentadoria complementar. Não no sentido específico ligado aos produtos de previdência privada, mas no sentido amplo, da ideia de uma previdência que complemente o benefício oficial e seja construída aos poucos, através de investimentos constantes durante boa parte da vida.

Jovens e Reforma da Previdência: priorize

A esta altura, está claro que o tema é importante e você vai precisar tomar uma atitude. Mas como fazer isso de forma prática e inteligente?

Como iniciar o plano de investimento para aposentadoria, em um período onde nem sempre a renda é alta?

A resposta é simples: fazendo disso uma prioridade e começando agora, com o que você puder guardar.

Pague-se primeiro

Esqueça aquela velha ideia de guardar “o que sobrar das despesas do mês”. Nunca sobra nada, o depois não existe quando há tanto apelo de consumo.

Ou seja, isso não funciona. Pagar-se primeiro é priorizar sua aposentadoria e seu futuro. A regra é clara: “Recebi, Investi”.

Atenção aos custos e taxas das aplicações

Se a ideia é começar a investir na aposentadoria durante a juventude, é fundamental ficar atento às taxas para realizar seus aportes durante o caminho.

A taxa de administração, por exemplo, ao longo dos anos pode sugar boa parte de sua rentabilidade.

Vale lembrar também a importância de definir o investimento ideal para seu perfil, afinal alguns investimentos variam taxas e impostos de acordo com o tempo da aplicação.

Na prática, se você acredita que pode precisar do dinheiro aplicado em pouco tempo, prefira opções com boa liquidez e baixo risco (renda fixa).

Ao nos mantermos atentos aos detalhes reforma da previdência e jovens é uma equação que faz  muito sentido.

Fique de olho na inflação e faça as contas

Atenção ao ganho real. É muito comum encontrarmos algumas pessoas simulando os investimentos e seus ganhos, mas sem considerar a inflação tanto nas correções dos aportes quanto no poder de compra, sim, esse tema é bem importante!

É preciso entender que R$ 200 mil daqui dez anos não comprarão o mesmo que R$ 200 mil compram hoje. Seja prático nos seus investimentos e lembre-se que é fundamental trabalhar com a projeção de inflação (sim, a economia do Brasil permite isso) e com o ganho real.

Conclusão: não esqueça a reserva de emergência

Pense que hoje vivemos em uma era de juros no patamar mais baixo da história, você tem acesso a bons conteúdos e ferramentas de finanças pessoais, tudo caminhando para ajudar você a se aposentar muito bem. Legal, mas isso não muda a necessidade de criar uma boa reserva de emergência.

Quando tudo vai bem, costumamos negligenciar os acontecimentos do dia a dia. E quando falamos de emergências, a única certeza que existe é que elas acontecem.

Portanto, combinar jovens e aposentadoria em um texto também nos remete à necessidade de construir e respeitar uma reserva para emergências.

Faz parte da jornada e vai permitir que você não tire o foco do longo prazo para uma boa aposentadoria.

Comece cede a pensar em sua aposentadoria, escolhendo bem onde e como investir e não esqueça que, ao longo do tempo, você terá emergências e vai precisar lidar com elas.

Agora que você leu esse texto até o final já sabe como o assunto é importante. A boa notícia, é que a Grão pode te ajudar a construir uma aposentadoria rica e feliz.

E se você quer melhorar suas finanças, conte com a Grão, a conta digital para guardar dinheiro. Todos os dias trazemos dicas de educação financeira nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Por fim, baixe grátis o aplicativo Grão e comece agora a juntar dinheiro! Com o Pix, você transfere mais rápido e sem pagar nada. O app é gratuito e está disponível nas principais lojas de aplicativos Google Play ou App Store.

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão