diferença entre CDI e CDB - Grão

CDI e CDB: Quais as Diferenças? Confira!

O mercado financeiro é cheio de siglas e algumas delas bem parecidas. Por exemplo, você sabe qual a diferença entre CDI e CDB?

Esses termos que frequentemente vemos em notícias geralmente são abreviações para siglas de taxas, investimentos ou instituições.

Para ficar por dentro dessas notícias, é preciso saber o que elas significam de antemão. E para investir bem, também.

Afinal, você precisa saber o que cada investimento e taxa representa e como eles afetam o rendimento do seu dinheiro. Certo?

Só assim você conseguirá escolher qual a melhor opção para o seu perfil de investidor e o seu objetivo de investimento.

Mas, calma, nós te ajudamos nessa missão. Neste artigo vamos tirar todas as suas principais dúvidas sobre CDI e CDB.

Taxa Selic e CDI – [Guia Completo]

Rendimento CDI: Como Funciona e Como Saber?

Afinal, qual a diferença entre CDI e CDB?

Apesar de terem siglas parecidas e ambos estarem ligados a bancos, existe diferença entre CDI e CDB.

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário. É uma taxa, referente a um número, que pode ser uma medida de rentabilidade de um investimento. 

Por exemplo, a Conta Digital Grão rende 100% do CDI. Então, se o CDI está a 2,65%, você terá de rendimento, 2,65% do valor aplicado na conta

Já o CDB é a abreviação de Certificado de Depósito Bancário. Parece a mesma coisa, não é mesmo? Mas, não é.

O CDB é um investimento em si, um título, um papel da Renda Fixa. Ele rende uma porcentagem do CDI, que é a taxa. E pode ser prefixado ou pós-fixado.

diferença entre CDI e CDB - Grão
Crédito: Pexels

CDB pré e pós-fixado

O CDB prefixado é aquele em que você já sabe quanto vai resgatar ao final do tempo de aplicação. Nesse caso, a taxa de juros é pré definida.

Já o CDB pós-fixado pode pagar 90% ou 100% do CDI, que pode variar ao longo do tempo. Assim, você sabe o cálculo de rentabilidade, mas não exatamente qual será o valor final.

Alguns CDBs pós-fixados também são atrelados a outros índices que não o CDI. É o caso do CDB que rende 100% da taxa Selic ou 100% do IPCA.

Esse último é interessante porque ele garante proteção contra a inflação. Isso porque o IPCA significa Índice de Preços ao Consumidor Amplo. 

É a principal taxa que mede a variação dos preços dos produtos no Brasil. Portanto, um investimento atrelado ao IPCA é recomendado para investimentos de longo prazo.

Ao que estão atrelados o CDI e o CDB?

Quando falamos de CDI e CDB, estamos falando, como os próprios nomes já dizem, sobre transações bancárias.

O CDI é uma taxa que mede a média de juros aplicado sobre empréstimos entre bancos.

Isso porque, todos os dias, ao final do horário comercial, os bancos são obrigados a fechar no azul. Essa regra é imposta pelo Banco Central e vale para todas as instituições brasileiras.

Isto é, eles nunca podem terminar o dia sem dinheiro no caixa. O que pode acontecer por conta das movimentações feitas pelos clientes. Caso mais pessoas saquem do que depositem dinheiro, por exemplo.

Para isso, quando o saldo fica negativo, eles fazem empréstimos com outros bancos. E esses empréstimos têm juros, que resultam na taxa CDI.

Já o CDB é quando você compra um título de dívida do banco e ganha sobre os juros recebidos pelo banco. Ou seja, você está emprestando o dinheiro para o banco.

Enquanto, ao comprar um título do Tesouro Direto, você empresta seu dinheiro para o governo federal e recebe os juros por isso, no CDB você está emprestando para um banco.

diferença entre CDI e CDB - Grão
Crédito: Pexels

CDB e CDI hoje

Assim como ocorre o fechamento de caixa dos bancos, o CDI é uma taxa diária. No entanto, ele não costuma sofrer tanta oscilação com essa frequência.

Além disso, existe um CDI diário, um mensal e um anual. Mas, a taxa comumente utilizada é a anual.

O CDI costuma ficar sempre 0,10 pontos abaixo da taxa Selic. No momento em que essa matéria está sendo escrita, por exemplo, a Selic está em 2,75% ao ano e o CDI em 2,65%.

Os títulos CDB podem variar em suas condições de rentabilidade e data de vencimento. No entanto, eles vão sempre acompanhar uma porcentagem do CDI.

100% do CDI

Um CDB hoje que rende 100% do CDI, por exemplo, terá o mesmo rendimento do CDI acumulado no período em que ficar aplicado. 

Se o CDI foi de 2,75% no período, por exemplo, o dinheiro renderá esses mesmos 2,75% pelo mesmo período.

Esse é um valor de rendimento muito comum, não só em CDBs. Nas contas digitais, como a da Grão, por exemplo, é possível encontrar rentabilidades de 100% do CDI. 

E uma vantagem das contas digitais é que a liquidez é diária. Ou seja, você não precisa deixar o seu dinheiro parado até determinada data para que ele renda o prometido.

A rentabilidade é imediata e você pode movimentar o seu dinheiro a qualquer momento.

Melhor que a poupança?

Outro ponto a se destacar aqui é que, deixar o seu dinheiro rendendo a 100% do CDI em uma conta digital é mais vantajoso do que deixar na poupança.

Isso porque a poupança rende hoje 70% da taxa Selic. Mesmo a Selic sendo 0,10 pontos maior que o CDI, a essas porcentagens, o investimento atrelado ao CDI sai ganhando.

Sem contar que a poupança só rende no seu aniversário. Ou seja, se você tirar o dinheiro antes de completar um mês do depósito, você perde o rendimento. E isso, como vimos acima, não acontece nas contas digitais.

CDI e CDB ou Tesouro Direto?

Assim como o CDB, o Tesouro Direto tem diferentes opções de títulos. O mais comum, o Tesouro Selic, rende 100% da taxa Selic.

Como o CDI fica um pouco abaixo da Selic, ter uma rentabilidade de 100% da Selic é melhor do que 100% do CDI.

Além disso, a liquidez do Tesouro Selic é diária e você pode resgatar em qualquer dia útil dentro do horário comercial. 

Isso quer dizer que esse processo é um pouco mais difícil que na conta digital, mas mais fácil que em muitos outros papéis.

Agora, entre um CDB que rende 100% do CDI, acrescido a algum outro índice, como o IPCA, é preciso fazer contas e identificar qual a opção mais vantajosa.

Considere a sua necessidade de liquidez, o seu tempo de investimento e periodicidade da aplicação.

Além disso, não se esqueça de se atentar às taxas e impostos. No final das contas, isso acaba fazendo a diferença.

diferença entre CDI e CDB - Grão
Crédito: Pexels

Semelhanças e diferenças

Na hora de escolher um investimento, leve em consideração que os CDBs têm:

  • Baixo risco, por ser renda fixa;
  • Pode ser com ou sem liquidez diária;
  • Imposto IOF é regressivo e cobrado apenas se o resgate for feito nos primeiros 30 dias;
  • Imposto de Renda é regressivo, ou seja, quanto maior for o período de investimento, menor será a alíquota de imposto no momento do resgate. Ele incide apenas sobre o rendimento do período. A alíquota máxima cobrada é de 22,5% para investimentos inferiores a 180 dias e a mínima é de 15%, para aplicações acima de 720 dias. 

Já os títulos do Tesouro Direto têm:

  • Baixo risco, por ser renda fixa;
  • Pode ser com ou sem liquidez diária;
  • Imposto IOF é regressivo e cobrado apenas se o resgate for feito nos primeiros 30 dias;
  • Imposto de Renda regressivo, com alíquota mínima de 15% somente sobre o rendimento do período.

Conclusão

A principal diferença entre o CDI e o CDB é que eles têm funções diferentes. Enquanto o CDI é uma taxa e varia, o CDB é um produto.

Agora que você já sabe tudo sobre essas duas siglas, fica mais fácil optar por um investimento.

Além disso, já comparamos o CDB com alguns outros ativos aqui neste artigo, mas sempre vale pesquisar mais.

Compare as opções de papéis do Tesouro e CDBs disponíveis. Decida sobre a renda pré ou pós-fixada de acordo com o seu objetivo.

E, antes de comprar um título no aplicativo da corretora, tenha certeza de que o prazo de resgate está de acordo com a sua necessidade. Boa sorte!

E se você quer melhorar suas finanças, conte com a Grão. Todos os dias trazemos dicas financeiras nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Por fim, baixe grátis o aplicativo Grão e comece agora a juntar dinheiro! O app é gratuito e está disponível nas principais lojas de aplicativos Google Play ou App Store.

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão