Estamos disponibilizando mais um canal de contato e relacionamento: o Facebook Messenger! Acesse aqui

Tesouro Direto: em qual investir?

#graoexplica por Equipe Grão - 19 de Novembro de 2019 - tempo estimado de leitura:

Cada vez mais brasileiros descobrem que os títulos do Tesouro Direto são uma grande oportunidade para todo tipo de investidor.

DESAFIO CONTROLE DE GASTOS

O que pouca gente sabe é que existem diferenças entre os títulos do Tesouro Direto e que entender essas diferenças é fundamental para fazer a melhor escolha na hora de investir.

O que é Tesouro Direto?

Mesmo com tanta informação e discussões sobre o Tesouro Direto, sempre é importante explicar como funciona e o que de fato é o Tesouro Direto.

De uma maneira bem simples, o Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional, desenvolvido em parceria com a B3 (Bolsa de Valores) para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da Internet.

Já os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, seu rendimento pode ser conhecido e compreendido no momento do investimento, ao contrário dos ativos de renda variável (como ações), em que a rentabilidade não pode ser definida no momento que se começa a investir.

Por ser um investimento de menor volatilidade, os ativos de renda fixa são considerados como investimentos conservadores, ou seja, de menor risco.

Juros baixos: vale a pena investir nos títulos do Tesouro Direto?

Atualmente, o Brasil passa por um momento no mínimo inusitado: nunca tivemos juros tão baixos. A chamada Taxa Selic, muito conhecida por ser a chamada taxa básica da economia, se encontra no seu patamar mais baixo da história, 5% ao ano.

Muitas pessoas começaram a discutir se investir em produtos de renda fixa ainda continua sendo uma opção interessante.

A verdade é que mesmo com os juros mais baixos, pensando em Brasil, algumas questões não podem ser desprezadas – e a mais importante delas talvez seja a necessidade de ter uma reserva para emergências (ou reserva de paz, se preferir um nome mais interessante).

Outra questão importante é que a velha e boa necessidade de diversificar os investimentos continua valendo, independente do momento econômico do país.

Os amigos do portal Dinheirama.com gravaram um podcast especial com o tema "Queda da SELIC: O que isso muda nos seus investimentos?", o programa é uma oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esse atual momento do país e também já pensar no futuro.

BAIXE AQUI SUA PLANILHA FINANCEIRA

Quais as diferenças entre os títulos do Tesouro Direto?

Agora que você já entendeu o que de fato é Tesouro Direto e que, mesmo com os juros no atual patamar, investir em títulos públicos ainda é uma alternativa interessante, que tal conhecer melhor as diferenças entre os títulos do Tesouro Direto?

Antes porém, vale destacar uma informação importante: os investimentos no Tesouro Direto possuem liquidez diária, ou seja, você pode resgatá-los a qualquer momento, quando achar conveniente para os seus objetivos.

Todas as suas aplicações no Tesouro Direto são 100% garantidas pelo Tesouro Nacional. Isso significa que o Tesouro é o investimento mais seguro do Brasil.

Agora sim, vamos conhecer a diferença entre os títulos do tesouro direto:

Título Prefixados

Os títulos prefixados são aqueles que têm taxa de juros fixa, ou seja, você já conhece no momento do investimento. É o investimento ideal para quem quer saber exatamente o valor que receberá ao final da aplicação, no vencimento do título.

Vantagens

  • Garante rentabilidade fixa;
  • Você sabe exatamente quanto vai resgatar no final;
  • Ideal para metas de médio e longo prazo.

Tesouro Selic

Os títulos Tesouro Selic são títulos pós-fixados que possuem rentabilidade atrelada à Taxa Selic. Como mencionamos no começo do texto, a Taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. O Tesouro Selic é o investimento ideal para quem quer começar a investir no Tesouro Direto.

Vantagens

  • O Tesouro Selic é um dos investimentos mais indicados para reserva de emergência;
  • Indicado para objetivos de curto prazo;
  • Dentre os títulos, é aquele que possui o menor risco em caso de venda antecipada.

Tesouro IPCA

A rentabilidade desse título está atrelada à inflação, medida pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA. O IPCA é o índice oficial do governo para medir a inflação no país.

Ou seja, esses títulos oferecem rendimento igual à variação da inflação mais uma taxa prefixada de juros.

Vantagens

  • Oferece retorno sempre acima de inflação (proteção do poder de compra);
  • Adequado para investimentos de longo prazo;
  • Garante proteção contra variação da inflação.

Impostos, não podemos esquecer deles

O Imposto de Renda (IR) incide apenas sobre o rendimento das aplicações do Tesouro Direto. A alíquota do imposto de renda é regressiva e varia de acordo com a duração de investimento:

  • Até 180 dias: 22,50%;
  • De 181 até 360 dias: 20%;
  • De 361 até 720 dias: 17,50%;
  • Acima de 720 dias: 15%.

Nova call to action

Tesouro Direto, sempre melhor que a caderneta de poupança

Podemos afirmar que o Tesouro Direto é mais seguro e rende mais que a caderneta de poupança.

Para evitar qualquer tipo de desvantagem e manter o Tesouro Selic com rentabilidade sempre acima da Poupança, o Tesouro Nacional decidiu, em 2019, promover  uma alteração que garante a rentabilidade desse título, tanto no curto como no longo prazo.

O Tesouro reduziu de 0,04% ao ano para 0,01% ao ano o spread de compra e venda do Tesouro Selic. O spread nada mais é do que a diferença entre a taxa de investimento e a taxa de resgate do título.

A Grão te ajuda a investir melhor sempre e realizar seus sonhos

Você já sabe que a Grão é a primeira fintech do Brasil de microinvestimentos. A ideia é que todos consigam guardar dinheiro e conseguir realizar os sonhos.

Com a Diin qualquer pessoa consegue investir, no tesouro Selic, com valores pequenos como R$ 10,00.

Agora você já entende a diferença entre títulos públicos e já sabe que pode contar com a Diin para ter acesso ao melhor conteúdo e um dos melhores investimentos.

Bora investir?

Photo by JESHOOTS.COM on Unsplash

Comentários:

Vídeos

Como começar a sua reserva de emergência mesmo na pandemia?

Como começar a sua reserva de emergência mesmo na pandemia?

Como devo usar minha reserva de emergência?

Como devo usar minha reserva de emergência?

Comece a poupar com a Grão

Guia rápido: Como cortar gastos e organizar as contas agora
Nova call to action
Nova call to action