Você sabe por que o Tesouro Selic (LFT) ganha disparado da poupança?

LFT: O que é? Vale a Pena Investir nele?

A Letra Financeira do Tesouro Nacional, ou LFT, é um tipo de investimento de renda fixa. Você já ouviu falar dela?

Muita gente a chama de Tesouro Selic. Pronto, agora você com certeza se lembra de já ter escutado sobre ela, certo?

Trata-se de um título de responsabilidade do Tesouro Nacional brasileiro. Ou seja, ao investir em uma LFT, você está emprestando dinheiro ao governo.

Basicamente, o governo usa o dinheiro das emissões de Letra Financeira para cobrir déficits orçamentários. Ou para realizar operações de crédito por antecipação de receitas e atender a determinações legais. 

Como funciona a rentabilidade da LFT?

A rentabilidade da LFT é pós-fixada e definida pela Selic, a nossa taxa básica de juros. Justamente por isso, ela é conhecida como Tesouro Selic.

Investimentos pós-fixados são aqueles em que você não sabe exatamente quanto vai receber na data de vencimento.

Eles são sempre atrelados a um indicador econômico (como a Selic). E nunca se sabe exatamente como o indicador vai se comportar, não é mesmo?

Assim, no momento em que você aplica seu dinheiro em uma LTF, você sabe apenas que ela vai render a Selic e que você poderá fazer o resgate em determinada data.

Além disso, a letra possui alguns proveitos referentes à bolsa de valores. Por isso, a rentabilidade sofre uma leve redução, mas ainda se mantém entre 100% e 90% da taxa Selic.

Outro ponto importante é que, por ser um título que não possui nenhum tipo de rendimento atrelado a juros prefixados, a LFT acaba sendo pouco influenciada pelo mercado.

Os seus rendimentos são atualizados diariamente e a sua liquidez é alta. O que a torna um ótimo investimento de curto prazo, ideal para reservas de emergência.

LFT - GRÃO
Crédito: Pexels

Como comprar?

Para comprar um título LFT é bastante simples. Qualquer pessoa pode comprar uma cota e, aliás, é possível comprar 1% de uma Letra, o que torna o investimento mais acessível. 

Por exemplo, se a Letra custa R$ 10.000,00, o investidor tem a possibilidade de comprar pedaços dela a partir de R$ 100,00.

Os horários de compra e venda de títulos podem variar com relação ao fuso horário brasileiro. Mas geralmente o mercado do Tesouro Direto tem abertura às 9:30 da manhã e se fecha às 18 horas.

No entanto, fique atento: existem momentos no mercado em que o Tesouro Direto pode fechar as operações por tempo indeterminado influenciado por questões de volatilidade do mercado.

Nesses casos, o investidor pode ficar tranquilo. No próprio site do Tesouro Direto é divulgado o motivo pelo qual o mercado está fechado e qual é a estimativa de reabertura.

O investimento pode ser feito por meio de uma instituição financeira, como um banco, ou pelas corretoras de valores.

No aplicativo Grão, você consegue investir em letras do Tesouro com facilidade.

Taxas de administração

Atualmente, tanto os bancos quanto as corretoras vêm isentando seus clientes de taxas de administração. Isso tem ajudado a democratizar o mercado financeiro.

Mas é importante ressaltar que você deve se atentar ao contrato. Leia tudo antes de fazer a sua aplicação.

Resgate

Um ponto interessante nas letras do Tesouro é que, por mais que elas tenham vencimentos específicos, o investidor pode liquidar a sua posição a qualquer momento.

Essa liquidação, ou resgate, pode ser feita em qualquer dia útil. E caso você realize a venda em um final de semana, a operação será agendada para o próximo dia útil ou para a data que você escolher.

LFT - GRÃO
Crédito: Pixaby

Qual é a diferença entre uma LFT e LTN?

A LFT é uma das três Letras do Tesouro Direto, o programa de investimentos do Tesouro Nacional. 

As outras duas são a Letra do Tesouro Nacional (LTN) e a Nota do Tesouro Nacional (NTN).

A principal diferença é que, ao contrário do Tesouro Selic, a LTN e a NTN são investimentos que, no jargão do mercado financeiro, chamamos de pré-fixadas. 

Ou seja, ao comprar uma LTN ou uma NTN, você já tem uma visibilidade de quanto vai ganhar no vencimento.

E a diferença entre essas duas opções prefixadas é que as Notas do Tesouro pagam juros semestralmente. Enquanto a LTN apenas disponibiliza o montante acordado na data de vencimento.

Ou seja, com a NTN, ao invés de você ter que esperar até o vencimento para receber os rendimentos, você receberá uma parte dele a cada seis meses. O que é ideal para quem busca um complemento de renda.

LFT ou poupança?

Não precisa ser um grande conhecedor do universo dos investimentos para saber que a boa e velha caderneta de poupança traz pouco retorno. 

Mesmo assim, ela ainda é uma opção procurada pela maioria dos brasileiros. É uma questão cultural, mas que traz prejuízo para o poupador.

Muitas pessoas escolhem a poupança por acreditarem que ela é extremamente segura. No entanto, isso não é bem verdade.

Como ela não tem um indexador atrelado à inflação e a sua rentabilidade é uma das mais baixas do mercado, ao deixar o dinheiro nela, ele pode render menos do que a inflação do período. 

Ou seja, você pode perder dinheiro ao invés de ganhar. Mas, calma, vem comigo que eu vou te explicar por que as LFTs são uma boa alternativa à poupança.

Segurança e rentabilidade

Entre os investimentos mais conservadores, de baixo risco, os títulos públicos via Tesouro Direto são considerados o investimento mais seguro do mercado. 

Um dos principais papéis, a LFT, além de ter uma operação muito simples, oferece vantagens que a poupança não oferece. 

A primeira é o próprio rendimento. O rendimento da poupança corresponde a 70% do valor da Selic mais TR (Taxa Referencial), que há muitos anos é igual a zero.

Essa regra é válida quando a taxa Selic está abaixo de 8,5% ao ano. Ou seja, ao aplicar em uma LFT, você vai receber de 90% a 100% da taxa Selic, 20-30% a mais que a poupança. Te parece vantajoso?

Mesmo com o fato de que a LFT possui desconto de Imposto de Renda, e a poupança não, os rendimentos permanecem superiores.

Além disso, o quesito segurança ganha disparado. Afinal, ao aplicar em títulos públicos, você está emprestando recursos ao governo federal. E a garantia do governo é a mais segura que existe. 

Já a caderneta está vinculada a um banco, que pode quebrar, ainda que seja difícil. 

Detalhe: no caso da poupança, há cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) que garante até R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira, no limite de R$ 1 milhão para cada CPF em um prazo de quatro anos.

Como declarar o Imposto de Renda da LFT?

Como dissemos, a LFT, como boa parte dos investimentos em renda fixa no Brasil, possui a retenção de IR regressiva.

Além disso, ela também paga o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) em caso de resgates antes do investimento completar os primeiros 30 dias.

Você pode fazer a declaração dos seus investimentos no Tesouro segundo as orientações da sua própria corretora ou banco.

Eles disponibilizam o informe de rendimento, geralmente pelo próprio aplicativo. Então, é só juntar aos demais documentos da sua declaração.

LFT - GRÃO
Crédito: Pexels

Conclusão

A LFT, ou Tesouro Selic, é um ótimo investimento para quem quer segurança, alta liquidez e rentabilidade superior à poupança.

É um dos investimentos mais tradicionais do Brasil e pode ser um ótimo primeiro passo, caso você nunca tenha investido.

E se você quer melhorar suas finanças, conte com a Grão. Todos os dias trazemos dicas financeiras nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Por fim, baixe agora mesmo o aplicativo da Grão para Android ou iOS e comece a cuidar com carinho do seu dinheiro. 

Afinal, de grão em grão, você consegue juntar as quantias necessárias para realizar os seus sonhos. Conte conosco nessa jornada!

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão