A importância da reserva de emergência em tempos de incerteza

A importância da reserva de emergência em tempos de incerteza

A reserva de emergências é fundamental. Veja como conseguir mantê-la em momentos de incerteza.

Uma pergunta sempre relevante e fácil de responder ecoa na cabeça de muitos brasileiros neste momento: qual é a única certeza quando o assunto são emergências? Pois é, elas acontecem. Mais do que imaginamos. Muito mais do que desejamos.

O momento presente é singular em vários aspectos, mas principalmente porque é uma situação que envolve o mundo todo e mexe bastante com a intimidade das pessoas e seus hábitos familiares.

Não bastasse o efeito complicado na economia como um todo (principalmente depois), o lado da saúde e das muitas vidas levadas pelo vírus tem mexido bastante com a cabeça da população. Com razão.

Por aqui, a responsabilidade do seu porquinho digital é ser seu aliado em todos os momentos, bons e complicados. Guardar por aqui é abraçar o compromisso de ter dinheiro quando você mais precisar dele – e isso pode ser de uma importância tremenda, como você vai ver abaixo.

{{cta(’56f3736c-4958-4d0c-a3fe-b9a2ca68d31c’,’justifycenter’)}}

Qual o papel da reserva de emergência?

O olhar deste texto é mais prático, afinal todos já sabemos que passar por este momento não está sendo nada fácil. A reserva de emergência é justamente um dos ingredientes que pode amenizar e ajudar durante essa fase.

Não sei se é o seu caso, mas muitos brasileiros viram sua renda despencar por terem que parar de trabalhar; outras pessoas perderam (e ainda vão perder) o emprego; há quem vá trabalhar mais pela necessidade de entrega (delivery) e mais serviços essenciais. Tudo isso mexe com a dinâmica do orçamento familiar.

Se já é desafiador atravessar um momento de incerteza com as contas em ordem, imagine ter que administrar tudo estando preocupado(a) com as contas do mês, se vai ser capaz de pagar tudo em dia e lidar com empréstimos e financiamentos de forma satisfatória.

A reserva de emergência é, como aprendemos com uma de nossas clientes, a reserva de paz. O dinheiro guardado permite tranquilidade porque está ali justamente para ser usado caso seja necessário.

A reserva é o seu compromisso consigo mesmo quando tudo estiver muito complicado. Encare-a da seguinte maneira: você pensou na emergência enquanto as coisas estavam mais calmas e separou parte das receitas para usar justamente durante o momento mais estressante.

Leia também: Como economizar em casa para conseguir ter e guardar dinheiro

O segredo é sempre manter a reserva de emergência

O controle financeiro no dia a dia não pode ser uma atitude opcional. Cuidar bem das suas finanças deve ser a escolha consciente que permite que suas responsabilidades financeiras não te surpreendam quando o cenário desafiador chegar – e ele sempre chega, como sabemos.

A reserva de emergência é uma parte do bom planejamento financeiro e deve ser um objetivo frequente no seu cotidiano. Separar e guardar parte da renda para “não a usar nunca” é uma das decisões mais inteligentes que você pode tomar, embora isso pareça estranho.

  • A ideia é que a sua reserva ilesa passe por situações desafiadoras, mas quem pode garantir que a extensão do desafio será compatível com a quantia que você conseguiu guardar?
  • Como saber se sua renda e padrão de vida permanecerão intactos mesmo nos momentos mais complicados?
  • E se um dos cônjuges ou outros responsáveis por colocar dinheiro em casa perderem o emprego ou a fonte de renda?

Em termos financeiros, faz todo sentido se planejar para um cenário complexo, mesmo que ele nunca seja tão complexo quanto você imagina. Isso vai um pouco contra o senso comum, mas é exatamente por isso que é tão relevante.

Reserva de emergência é amor e continuidade

Pense nos entes queridos que dependem de você. Quando você tem uma reserva capaz de ajudar nos momentos mais difíceis, você também protege quem você ama e permite que a vida continue sem maiores dificuldades.

Continuidade não é só pensar o longo prazo, como muita gente acredita e até ignora por “achar que está longe demais”; é também permitir que o básico não falte quando tudo mais parece faltar para outras pessoas.

Na jornada da educação financeira em busca de realizar objetivos, é muito ruim para o emocional ter que interromper o essencial por falta de planejamento – isso cria uma sensação tipo “Será que estou decepcionando as pessoas que amo?”, o que é perigoso para a continuidade.

Reserva de emergência permite manter o foco nos objetivos

O padrão de vida sempre pode (deve) ser revisado e questionado, pois isso ajuda a criar hábitos melhores e mais saudáveis. Além disso, permite que não se perca o foco nos objetivos de vida (financeiros ou não).

Aqui cabe mais um alerta sobre a importância da reserva de emergência: ela ajuda a atravessar os “mares revoltos” permitindo que você continue depositando energia e recursos nas suas metas.

É claro que faz sentido “pausar” temporariamente passos mais ousados, mas isso não precisa necessariamente se traduzir em deixar os objetivos de lado. Com reserva, você segue a vida sem tirar totalmente do foco tudo aquilo que quer conquistar.

Já que estamos falando de objetivos, é bom reforçar a regra mais importante das finanças pessoais quando o assunto é guardar: procure sempre manter como um dos seus objetivos financeiros construir sua reserva de emergência.

Mantenha sua reserva de emergência na Grão

Na Grão, você começa com pouco, guarda sempre e alcança seu objetivo de criar e manter sua reserva de emergência. Tudo de forma segura, transparente e com rentabilidade acima da poupança tradicional.

A abertura de conta na Grão é gratuita e simples, você vai fazer tudo pelo celular baixando nosso App. Vamos atravessar este momento juntos e fortalecer o hábito de guardar dinheiro no seu porquinho digital.

Foto de cottonbro no Pexels

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão