Moto nova: como comprar sem se endividar

Moto nova: como comprar sem se endividar

Comprar uma moto nova é um sonho de muitos brasileiros. Alcançar essa meta requer planejamento, paciência e disciplina.

De fato, comprar uma moto nova é um dos objetivos que mais tem motivado as pessoas no Brasil a economizar e juntar dinheiro.

Sonho que alia a compra de um patrimônio com a liberdade de ir e vir, a compra da moto precisa ser planejada com cuidado e atenção.

Existem motos de valores variados e para escolher a moto que faz mais sentido para sua vida é sempre bom levar em consideração questões importantes como estilo de vida, gosto pessoal e, claro, o tamanho do seu bolso.

Como comprar uma moto adequada ao seu estilo

Comprar uma moto é algo tão importante que algumas questões emocionais acabam pesando na decisão. Quem não quer uma moto possante e até mais bonita, diferente das que rodam em grande quantidade por aí?

Para tentar ajudar a efetivamente escolher a melhor e então como comprar uma moto adequada ao seu estilo, fique de olho em alguns fatores importantes. O primeiro desses fatores é o uso da moto.

  • Por que você quer comprar uma moto?
  • É para o uso diário na cidade?
  • Vai usá-la para ir ao trabalho?
  • Ou apenas para o lazer?
  • Ela será utilizada com frequência ou apenas nos finais de semana?

Note que essas são perguntas sobre sua rotina. Você deve ter muito bem definidas e respondidas estas questões antes de escolher o modelo da moto.

Depois disso, pense nos trajetos que você planeja fazer com ela. São asfaltados, calçados ou de terra? Você irá percorrer algumas quadras ou centenas de quilômetros com muita frequência? Vai enfrentar muito trânsito e engarrafamentos? O quão importante é o conforto? E as cilindradas? Tudo isso deve pesar na escolha.

Qual modelo de moto escolher?

Já que estamos falando de estilos diferentes, que tal conhecermos mais de perto os diferentes modelos de moto? É importante conhecer bem as características dos modelos e pesar o custo-benefício.

Scooters

 A maior parte das pessoas utiliza a moto para atividades do dia a dia nas cidades e, se esse for o seu caso, as scooters são uma boa opção. Elas possuem boa carenagem (são aerodinâmicas, enfrentando pouca resistência do ar) e pneus pequenos, assim como tem o chassi leve.

Essas características fazem dela uma moto ágil, econômica e eficiente. Esses modelos fazem em média 60 quilômetros por litro e oferecem câmbio automático, aumentando sua praticidade. São os modelos mais fáceis de guiar, pensadas no conforto e facilidade de uso.

São ideais para viagens curtas e por terrenos que não sejam muito acidentados e oferecem um bom espaço para bagagem embaixo do banco.

É bom levar em conta que a sua leveza pode vir a ser um perigo para o motociclista imprudente ou inexperiente. Alguns exemplos de scooters incluem a Honda Biz 125, a Yamaha Crypton 115 e a Honda PCX 150.

Streets

Para fazer viagens de maior distância, enfrentar trechos mistos ou simplesmente quer mais potência, recomendamos as motos street.

Aliás, é bom salientar que essa categoria também recebe o nome de city às vezes. Então, você talvez veja artigos e notícias que utilizam esse nome. Esses modelos são mais resistentes e tem um desempenho melhor em momentos que exigem mais aceleração e velocidade.

Elas oferecem mais conforto no dia a dia e aguentam mais peso que as scooters. Ou seja, são modelos bastante versáteis. Não é à toa que muitas autoescolas ensinam futuros motociclistas utilizando modelos street.

Alguns exemplos de streets incluem a Honda CG 160 (uma das mais vendidas no Brasil), a Yamaha Factor YBR 125 e a Suzuki Yes 125.

Off-road

Se você é um motociclista que gosta de enfrentar estradas de terra, trilhas, buracos, dunas e morros, o modelo para você são as off-road. As motos de trilha ou de motocross, são feitas para ultrapassar os terrenos mais difíceis.

A suspensão alta e mais robusta, garantem a versatilidade com para-lamas compridos e pneus preparados para oferecer maior tração. Além disso, elas possuem uma curva de torque maior.

Ou seja, conseguem fazer mais força em baixas rotações. Por tudo isso, elas conseguem atravessar até mesmo áreas alagadas e cheias de lama.

Atenção, pois esses modelos costumam ter bancos rasos e duros, o que pode ser desconfortável. Entretanto, a versatilidade custa caro. Dessa forma, os preços são mais salgados se comparados com outras motos.

Custom

Por outro lado, quem valoriza os aspectos conforto e a estética vai gostar do chamados modelos custom.

Esse modelo têm um chassi robusto, motor maior, assento que permite maior. Por ser mais pesada a estabilidade contra a ação do vento também é um ponto positivo até mesmo em alta velocidade na estrada.

Assim, é possível ao motociclista realizar mudanças, ou como o próprio nome já diz customizações. Por exemplo, é nessa categoria que encontramos algumas marcas famosas de motos, como a Harley-Davidson. Alguns modelos incluem a Suzuki Intruder 125 e a Kasinski Mirage 150.

Obs.: Você pode encontrar essas e outras informações de forma detalhada no Blog da Facility.  Lembre-se que as questões técnicas da moto são fundamentais.

Cuidado com o impulso de comprar sem critério

Provavelmente você já decidiu o modelo e a marca da moto que pretende comprar, certo? Ainda assim, é necessário cuidado na hora de comprá-la. A decisão é importante e os impactos financeiros associados a ela poderão ser sentidos por um bom tempo.

O principal problema é quando simplesmente compramos por impulso. Queremos uma moto igual à do colega de trabalho, mas talvez as realidades sejam diferentes.

Para evitar as compras por impulso, fique atento à algumas dicas:

1. Pesquise e compare preços. Nunca compre na primeira loja. Além disso, cuidado com descontos milagrosos. Pesquise e compare valores em outros estabelecimentos para saber se está fazendo um bom negócio ao comprar a moto em uma liquidação;

2. Adie a compra. Quando você gostar muito de algum produto, espere para comprá-lo no dia seguinte ou mais adiante. Nesse espaço de tempo é possível avaliar se você realmente precisa do item ou se é apenas um desejo passageiro;

3. Lembre-se de sua realidade e necessidade. Lembre-se sempre de como fará o uso da moto e qual o tamanho do seu bolso para arcar com as despesas.

Qual a melhor maneira para comprar a moto?

 A ideia de nosso artigo de hoje e estabelecer um diálogo importante para ajuda-lo a realizar o sonho de comprar uma moto.

Via de regra, você vai precisar contar com um valor mínimo para poder dar entrada e financiar a moto. Isso caso não tenha dinheiro suficiente para o pagamento à vista negociando um bom desconto (real).

Na média, as financeiras costumam pedir ao menos 20% do valor da moto para financiar o 80% restante com juros aproximados de 1,49% ao mês, valor que pode mudar bastante de loja para loja e em determinados momentos do ano.

A taxa total do financiamento será representada pelo Custo Efetivo Total, ou CET, que todas as financeiras e empresas são obrigadas a informar. Compare diferentes concessionárias, marcas e instituições financeiras e veja onde consegue o CET mais baixo e as melhores condições envolvendo entrada e parcelas.

A melhor compra da moto é aquela que envolve destinar um valor significativo para a entrada, o que facilita a aprovação do um financiamento e diminui a quantidade de juros a serem pagos, bem como o valor da parcela.

A Grão pode te ajudar a conquistar seu sonho de comprar a moto

Você sabia que a Grão pode ser sua aliada para realizar seus sonhos, inclusive para comprar sua moto?

Nosso aplicativo está preparado para oferecer a melhor experiência para juntar dinheiro para a entrada, com dicas e facilidade para você guardar ou mesmo para comprar a sua moto pagando à vista e negociando um desconto.

Lembre-se que você sempre precisa tomar as melhores decisões para o seu bolso e nosso papel é estar sempre ao seu lado nesta missão.

Abra agora mesmo sua conta na Grão, nós estaremos juntos com você para que a compra de sua moto aconteça sem que você fique endividado. Vamos nessa?

Leia também

2 comentários

  • Responder

    Gostaria de financiar uma moto via carne

  • Responder

    Quero comprar um moto para trabalhar

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão