Vídeo especial: Do Endividamento ao Investimento Acesse aqui

Como sair do Endividamento ao Investimento?

#guardar dinheiro por Equipe Grão - 28 de Julho de 2020 - tempo estimado de leitura:

É muito provável que todos nós enfrentemos em algum momento de nossas vidas  problemas que nos levem ao endividamento.

Não é uma situação agradável ficar recebendo ligações de cobrança e viver dia após dia vendo a dívida crescer e os problemas aumentarem.

Reconhecer que existe um problema e buscar uma forma inteligente para encontrar uma solução é o primeiro e decisivo passo para virar a página e mudar essa situação.

Antes de atacar um problema é importante mapeá-lo e saber exatamente o que está acontecendo. O mesmo acontece quando pensamos quando enfrentamos algum problema de saúde, mais do que atacar os sintomas precisamos conhecer e identificar qual é a doença.

Leia também: 3 Motivos para não guardar dinheiro na caderneta de poupança

Endividamento: um problema que precisa ser encarado

Via de regra, quando pensamos em endividamento, parece ser clara  uma situação onde os gastos estão maiores do que as receitas.

Também existem aqueles problemas de endividamento por conta de desorganização, falta de planejamento, um problema mais simples de resolver.

Quem efetivamente está gastando mais do que ganha precisa definir uma estratégia inteligente para resolver o problema. Esses passos talvez não sejam fáceis mas é algo importante para solucionar o problema e não perder mais horas de sono.

Para planejar os gastos você pode escolher uma planilha financeira que te ajudará na organização.

BAIXE AQUI SUA PLANILHA FINANCEIRA

 

Planejamento: a arma para ajustar as finanças

Planejamento e disciplina são importantes aliados para sair do endividamento, e ficará cada vez mais claro que nesse período você deve manter apenas as despesas que são prioridades. Todo esforço financeiro deve ser priorizado para economizar dinheiro e pagar as dívidas.

Aos poucos você vai perceber que cortar gastos é significa aprender a lidar com o status, e vai descobrir que o estilo de vida deve ser de acordo com os padrões de renda.

Leia também: Controle financeiro: o que não pode faltar na sua planilha

Planejamento financeiro: 4 erros que você deve ficar atento

Se a ideia é vencer o endividamento e chegar ao investimento o planejamento financeiro deve ser tratado como um prioridade.

Existem alguns erros muito comuns de quem começa a fazer o planejamento mas que não sabe exatamente como começar e o que fazer. Acompanhe:

1. Acreditar que precisa ganhar muito para começar a fazer o planejamento

Esse é um erro muito claro e que muita gente acaba cometendo. O planejamento é uma questão importante sempre e que vai te acompanhar em todos os momentos da vida

É um erro acreditar que apenas quem tem altos salários precisa acompanhar o dinheiro com cuidado.

2. Olhar apenas para o passado

É verdade que aprendemos muito olhando para nossas decisões do passado, mas resultados do passado não são garantias de que o mesmo irá acontecer no futuro. Olhe com cuidado os passos que está dando e tenha sempre um plano B caso algo saia fora do planejado.

3. Não buscar ajuda de profissionais

Em alguns momentos pode ser que a situação esteja realmente mais delicada e você precise de ajuda para resolver a situação. Existem ótimos profissionais que fazem um bom trabalho de consultoria. Se você conhece alguém com experiência e conhecimento para ajudar ótimo, o importante é buscar ajuda.

Compras: Uma forma de fugir da realidade

É muito comum encontrarmos pessoas que fazem do consumo uma válvula de escape para suprir certos momentos difíceis.

Torrar o cartão de crédito não irá fazer com que os problemas desapareçam e aquela sensação de felicidade da compra vai acabar muito rápido e você vai querer cada vez mais.

Aos poucos vai ficar muito claro que precisamos valorizar o que conquistamos ao longo da vida e que o que nos faz realmente felizes sãos situações onde nem precisamos de dinheiro.

Leia também: Guia para cuidar das finanças para quem perdeu o emprego

A importância do padrão de vida

Não podemos gastar mais do que ganhamos isso já está claro, agora o que realmente precisa acontecer é construir seu padrão de vida para que seus gastos estejam abaixo da renda, ou seja, precisa existir uma folga financeira.

Essa folga vai ser canalizada inicialmente para o pagamento das dívidas. Então, seu orçamento será um aliado poderoso.

Agora que você já sabe que precisa sempre ter um folga financeira é hora de partir para a solução do endividamento.

Endividamento: A importância de fazer uma boa negociação

Tenha bem claro em sua estratégia quais são seus credores, qual o valor que você está devendo e como irá fazer um proposta de pagamento que de fato seja possível de fazer o pagamento.

O seu credor tem total interesse em receber, por isso, é muito comum conseguir nas negociações bons descontos que facilitam e muito o pagamento das dívidas.

Quanto uma negociação não acontece naturalmente você pode (e deve) pedir ajuda. Os organismos de proteção ao consumidor como a fundação PROCON podem contribuir intermediando acordos e legitimando o processo.

Leia também: Cartão de débito ou crédito: 5 razões para preferir o débito

Uma dica especial: do endividamento ao investimento

Em alguns momentos necessitamos de certa inspiração para começar um bom plano. A leitura é sem dúvida uma grande oportunidade de adquirir conhecimentos importantes mas algumas pessoas conseguem essa inspiração mais facilmente através de vídeos.

Criamos um vídeo animação extremamente didático que mostra exatamente como começara e o que priorizar na hora de planejar para sair do endividamento.

O vídeo aborda todos os detalhes importantes, desde o momento do diagnóstico das dívidas até como acabar com elas e se tornar um investidor. Acompanhe:

 

Fim das dívidas: hora de investir

Agora que já está claro como lidar com as dívidas você está pronto para começar a guardar dinheiro e investir.

A mesma disciplina de antes vai fazê-lo planejar os investimentos e começar a buscar seus sonhos de forma organizada e com metas.

Guarde todo mês, sem esperar sobrar pois você já percebeu que merece muito mais do que apenas sobras.

QUERO COMEÇAR A GUARDAR DINHEIRO AGORA!

Invista no hábito de guardar, mesmo que em determinados meses os valores sejam menores persista.

O caminho do endividamento ao investimentos está em sua frente!

Imagem de Steve Buissinne

Comentários:

Vídeos

6 melhores dicas de finanças pessoais e educação financeira

6 melhores dicas de finanças pessoais e educação financeira

Como devo usar minha reserva de emergência?

Como devo usar minha reserva de emergência?

Por que ter um objetivo faz tanta diferença na hora de guardar dinheiro

Por que ter um objetivo faz tanta diferença na hora de guardar dinheiro

Como começar a sua reserva de emergência mesmo na pandemia?

Como começar a sua reserva de emergência mesmo na pandemia?

Assista mais vídeos no nosso canal  

Comece a poupar com a Grão

guia-para-quem-perdeu-emprego
auxilio-emergencial
DESAFIO CONTROLE DE GASTOS