Minha Casa Minha Vida - Grão

Minha Casa Minha Vida: como funciona o programa?

O programa Minha Casa Minha Vida, que hoje tem o nome de Casa Verde e Amarela, é um programa de habitação.

Nesse sentido, ele ajuda que pessoas com baixa renda consigam financiar um imóvel pela Caixa.

Além disso, ele oferece descontos no financiamento, parcelas facilitadas e até mesmo subsídio.

Dessa forma, cada vez mais pessoas conseguem realizar o sonho da casa própria e sair do aluguel.

A saber, as condições ofertadas dependem da renda da pessoa e do perfil de crédito dela. Mas calma, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto neste artigo.

O que é o programa Minha Casa Minha Vida?

Em resumo, o Minha Casa Minha Vida é um programa de habitação federal brasileiro criado em março de 2009 pelo Governo Lula. 

De um lado, ele subsidia a aquisição da casa ou apartamento próprio para famílias com renda até R$1.800.

Por outro lado, facilita as condições de acesso ao imóvel para famílias com renda de até R$7.000.

Minha Casa Minha Vida - Grão
Crédito: Pexels

A maioria dos imóveis que se encaixam no programa são imóveis na planta. Ou seja, aqueles que ainda serão construídos, tanto na cidade, quanto no campo.

A construtora pode reservar todos ou uma parte dos apartamentos ou casas do seu empreendimento para serem atendidos pelo Minha Casa Minha Vida.

Nesse sentido, ela precisa atender aos requisitos básicos do programa, que atende todos os estados do Brasil.

Além disso, o financiamento deve ser feito pela Caixa Econômica Federal.

A Caixa, de fato, tem um rigoroso processo de aprovação dessas construtoras, para garantir a qualidade do imóvel e a solidez da empresa.

No dia 12 de janeiro de 2021, a Lei n.° 14.118, de reformulação do MCMV, alterou o nome do programa. Assim, ele passou a se chamar Programa Casa Verde e Amarela.

Como funciona o Minha Casa Minha Vida?

Em primeiro lugar, é importante saber que o Minha Casa Minha Vida funciona em algumas modalidades:

Renda até R$ 1.800,00

Se a sua família tem renda mensal de até R$1.800, você pode ser atendido por uma dessas modalidades: 

  • MCMV Empresas;
  • MCMV Entidades;
  • FGTS;
  • MCMV Oferta Pública.

Renda até R$ 7.000,00

Se a sua família tem renda mensal de até R$7.000, você pode ser atendido pelo MCMV FGTS.

Minha Casa Minha Vida Rural

Se você é um agricultor familiar, trabalhador rural ou de comunidade tradicional, você pode ser atendido pelo MCMV Rural. Lembrando que entendemos como comunidade tradicional:

  • Quilombolas;
  • Extrativistas;
  • Pescadores artesanais;
  • Ribeirinhos;
  • Indígenas.

Cada uma dessas modalidades funciona de uma maneira diferente, por isso, consulte o site da Caixa para se informar sobre elas.

Você pode tentar uma aprovação para o Minha Casa Minha Vida diretamente com o corretor de imóveis, ou ainda fazer uma simulação por exemplo.

Caso seja aprovado, você terá direito ao desconto do subsídio (se for o caso) no valor total do imóvel. E as prestações do financiamento não serão superiores a 30% da sua renda mensal.

A saber, o valor máximo do imóvel MCMV 2020 varia entre R$ 90 mil até R$ 240 mil, a depender da cidade e do estado.

Programa Minha Casa Melhor

Quem participa do programa Minha Casa Minha Vida tem mais um incentivo para ter o lar que sempre quis: o Minha Casa Melhor.

Com ele, os participantes do MCMV que estão com as parcelas do financiamento em dia têm direito a empréstimo para mobiliar a casa.

Assim que a nova casa fica pronta, com as chaves em mãos, o proprietário recebe um cartão. 

Com ele, é possível fazer um empréstimo de até R$5.000, que devem ser gastos em até um ano depois de feito o empréstimo.

O cartão dá o direito a compra de até 10 tipos de produtos para a casa, por exemplo:

  • Guarda-roupas;
  • Camas de casal;
  • Camas de solteiro;
  • Mesas com cadeiras;
  • Sofás;
  • Geladeiras;
  • Fogões;
  • Lavadoras de roupa automáticas;
  • Televisões digitais;
  • Computadores notebook. 

Cada tipo de produto tem um valor máximo permitido.

Simulador Minha Casa Minha Vida

Antes que você corra para comprar um imóvel pelo programa, saiba que é possível fazer uma simulação Minha Casa Minha Vida.

No simulador, você vai colocar algumas informações sobre a sua renda, como valor total mensal e se há FGTS. 

Além disso, é preciso especificar se você vai dar uma entrada em dinheiro, e se vai usar o FGTS.

Assim, a Caixa vai mostrar qual o valor máximo de financiamento que você conseguirá aprovar. Além de qual o valor das parcelas e o tempo de financiamento.

Você pode fazer uma simulação de financiamento MCMV aqui.

Minha Casa Minha Vida - Grão
Crédito: Pexels

Como fazer o cadastro Minha Casa Minha Vida?

Para que você faça as inscrições Minha Casa Minha Vida, preste atenção a todas as documentações pedidas. E a todos os requisitos exigidos.

Para fazer o cadastro na faixa 1, que têm direito a subsídio, você vai precisar cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter familiar de até R%1.800. Sendo que o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Bolsa Família, fornecidos pelo Governo Federal, não compõem a renda familiar;
  • Não ser proprietário, cessionário ou promitente comprador de imóvel residencial;
  • Não ter recebido benefício de natureza habitacional oriundo de recursos orçamentários do município, dos Estados, da União, do FAR, do FDS, ou de descontos habitacionais concedidos com recursos do FGTS, excetuadas as subvenções ou descontos destinados à aquisição de material de construção para fins de conclusão, ampliação, reforma ou melhoria de unidade habitacional;
  • Documento oficial de identificação e comprovante de renda (holerite ou declaração de imposto de renda).

Então, é preciso se inscrever na prefeitura da sua cidade ou numa entidade organizadora para iniciar o processo de seleção.

Já se você faz parte da faixa 2, com renda familiar acima de R$1.800 e até, no máximo, R$7.000, basta entrar com a documentação direto no stand de vendas. Consulte um corretor para te auxiliar sobre isso.

Além disso, para quem é da faixa 2, é possível contratar de forma individual. Basta fazer a simulação, para saber quanto você poderá investir, e entregar a documentação.

Você pode entregar sua documentação em um Correspondente Caixa Aqui ou n​a agência Caixa mais próxima de você.​

Avaliação do cadastro pela Caixa

Depois da sua inscrição, a Caixa avalia a sua documentação minuciosamente. 

As famílias selecionadas pelas prefeituras e validadas pela Caixa serão comunicadas sobre a data do sorteio das unidades. E também da assinatura do contrato de compra e venda do imóvel.

No caso de atendimento direto na agência ou no Correspondente Caixa Aqui, a Caixa recebe e analisa a sua documentação e a documentação do imóvel que você escolheu.

A partir disso, ela mostra para você as melhores condições para o financiamento. Você pode escolher o que melhor fizer sentido para você.

Após a aprovação e validação do cadastro você assina o contrato de financiamento e começa a pagar as parcelas. 

Geralmente, são contratos de 30 ou 35 anos, mas a dívida pode ser amortizada a qualquer momento, diminuindo  assim o juros.

Qual é a renda mínima para financiar um imóvel pela Caixa?

Não existe uma renda mínima universal para financiar imóvel pela Caixa. O que ocorre é que esse valor é calculado levando em consideração, principalmente, o valor do imóvel.

A Caixa também considera o seu score no Serasa para aprovar o financiamento. E a parcela tem que caber em 30% da sua renda, a ser paga em no máximo 35 anos.

A única forma de saber se é possível ou não fazer um financiamento Caixa com a sua renda, é fazendo a simulação.

Como comprar um imóvel com baixa renda? 

Para que você possa comprar um imóvel com baixa renda, é preciso ter toda a documentação necessária.

Só assim você conseguirá atender aos requisitos da Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida.

Além disso, é necessário ser organizado com as suas contas e evitar ao máximo dívidas.

Afinal, se o seu orçamento já é pequeno, e parte dele está comprometido com dívidas, dificilmente você será aprovado.

Como acessar meu contrato habitacional na Caixa?

O boleto Minha Casa Minha Vida, assim como todas as outras informações sobre o financiamento são facilmente administradas via aplicativo.

Você pode baixá-lo tanto em celular de sistema operacional iOS, quanto Android.

Minha Casa Minha Vida - Grão
Crédito: Pexels

Conclusão

Em conclusão, o programa Minha Casa Minha Vida é muito importante para que mais pessoas tenham acesso à casa própria.

Além disso, ele gera novos negócios e empregos na construção civil e no setor de corretagem de imóveis.

Então, se você tem direito a participar do programa e sonha com a casa própria, não hesite em comprar um imóvel através dele. O MCMV é confiável e dá garantias sólidas ao comprador.

E se você quer melhorar suas finanças, conte com a Grão, a conta digital para guardar dinheiro. Todos os dias trazemos dicas de educação financeira nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Por fim, baixe grátis o aplicativo Grão e comece agora a juntar dinheiro! Com o Pix, você transfere mais rápido e sem pagar nada. O app é gratuito e está disponível nas principais lojas de aplicativos Google Play ou App Store.

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão