CDB ou Poupança - Grão

CDB ou Poupança: Em qual Investir o seu dinheiro?

Todas as pessoas que começam a investir passam a se familiarizar com os ativos mais tradicionais. Neste momento, eventualmente vai surgir uma dúvida sobre aplicar em CDB ou poupança.

Isso porque, ainda hoje, a poupança é a primeira palavra a vir na cabeça do brasileiro no momento em que ele pensa em guardar dinheiro.

E logo depois, quando ele começa a ver opções alternativas à poupança, ele conhece o CDB.

Para que você conheça melhor CDB e poupança, neste artigo, vamos explicar como funciona cada um deles.

  • Como funciona a aplicação;
  • Quais são os juros e impostos existentes;
  • E se esses investimentos são melhores para curto, médio e longo prazo.

Dessa forma, ao final, você será capaz de decidir com mais segurança se o melhor investimento para você é CDB ou poupança. Então vamos lá!

CDB ou Poupança - Grão
Crédito: Pexels

CDB

O CDB é uma sigla para Certificado de Depósito Bancário. Ele é um título de renda fixa emitido por bancos para captar dinheiro e financiar suas atividades.

Ou seja, ao comprar um título CDB, você estará emprestando o seu dinheiro para um banco. Consequentemente, receberá os juros desse empréstimo.

CBI e CDB: Quais as Diferenças? Confira!

O CDB é um dos ativos financeiros mais populares e seguros que temos no Brasil. Afinal, dificilmente um banco grande vai quebrar a ponto de não lhe pagar o resgate.

Além disso, caso ele quebre, o seu dinheiro tem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Seguro este que vale também para a poupança, afinal, ela também é o produto de um banco.

Esse seguro garante que você receberá o seu dinheiro de volta de qualquer forma. Porém, ele tem o limite de R$250 mil por CPF por instituição financeira.

Outro ponto que torna o CDB bastante popular é a facilidade para comprar esse tipo de título. Hoje, a maioria dos bancos e fintechs oferecem esse tipo de aplicação.

Vantagens e desvantagens

Na hora de escolher sobre aplicar em CDB ou poupança, é preciso considerar as vantagens e desvantagens de cada opção. 

Por isso, separamos algumas vantagens do CDB:

  • Ele rende todos os dias, ao contrário da poupança, que rende apenas no seu aniversário mensal;
  • A grande maioria dos títulos rendem mais que a poupança (qualquer um que renda mais do que 75% do CDI);
  • Alguns CDBs só podem ser resgatados após o prazo de carência ou de vencimento. Por isso, se você está trabalhando no seu autocontrole e precisa de um incentivo para não retirar o seu dinheiro antes do prazo estipulado, essa pode ser uma boa opção;
  • Maiores opções de tipos de títulos, sendo assim mais fácil de encontrar uma aplicação que atenda bem à sua necessidade em específico;
  • Existem opções de CDI atrelados ao IPCA, principal índice que mede a inflação. Desta forma, é possível proteger o seu dinheiro da desvalorização ao longo do tempo;
  • As aplicações de médio a longo prazo oferecem rentabilidades ainda maiores.

Agora veja as desvantagens do CDB:

  • Sua aplicação não é tão simples quanto a da poupança, que se assemelha muito a uma conta bancária comum;
  • O rendimento da aplicação é tributado no Imposto de Renda, ao contrário da poupança. Ou seja, você não paga imposto sobre o valor aplicado, mas sim sobre a quantia que rende a aplicação. No entanto, mesmo com o pagamento de imposto, a rentabilidade ainda é superior;
  • Caso você precise de liquidez imediata, alguns títulos não a oferecem. É preciso analisar os detalhes do papel antes de comprá-lo.

Poupança

A tradicional poupança ainda é a queridinha dos brasileiros. No entanto, muita gente opta por ela por pura falta de conhecimento sobre outras opções mais vantajosas.

Atualmente, a poupança está rendendo muito pouco. Isso porque ela é atrelada à Taxa Selic, que está em patamares baixos. No dia em que essa matéria foi escrita, por exemplo, a taxa está em 3,5% ao ano.

Taxa Selic e CDI – [Guia Completo]

A poupança rende 70% da Selic enquanto a taxa é inferior a 8,5% ao ano, cenário em que ela se encontra há muito tempo. E que deve permanecer por muitos anos ainda.

O CDI, índice que mede a CDB, geralmente fica um pouco abaixo da Selic. No entanto, como os títulos geralmente oferecem 100% ou até mais do CDI de rentabilidade, eles ultrapassam a poupança.

Além disso, a poupança rende somente em seu aniversário. Isso quer dizer que se você retirar o dinheiro antes de completar um mês de depósito, a rentabilidade é perdida.

A poupança também não tem nenhum tipo de proteção contra a inflação.

CDB ou Poupança - Grão
Crédito: Pexels

Vantagens e desvantagens 

Podemos citar como vantagens da poupança:

  • A não cobrança de imposto de renda sobre o rendimento da poupança;
  • Aplicar na poupança é muito fácil, já que ela exige apenas um depósito e a maioria dos brasileiros já possui uma conta poupança, que é simples de se abrir e gratuita;
  • A liquidez é diária, ou seja, você pode sacar o dinheiro a qualquer momento. No entanto, isso pode implicar na perda da rentabilidade.

Já as desvantagens da poupança:

  • Baixa rentabilidade se comparada com outros investimentos de renda fixa, incluindo o CDB;
  • Falta de proteção contra a inflação, o que traz prejuízos em investimentos de longo prazo;
  • Não existem diferentes opções no mercado. Todas as poupanças, de todos os bancos, rendem a mesma coisa e funcionam da mesma forma;
  • Rentabilidade que só acontece no aniversário mensal da aplicação;

Afinal, o que é melhor: CDB ou poupança?

Como você já pode perceber com os tópicos acima, a resposta para a dúvida entre CDB ou poupança é clara: o CDB oferece mais vantagens.

Os principais fatores a serem avaliados na hora de escolher um investimento são o risco e o retorno. 

Portanto, considerando que o risco de ambos é o mesmo, já que ambos dependem de bancos, o CDB sai na frente por ter mais opções de boa rentabilidade.

Além disso, o CDB pode ser uma porta de entrada para que você comece a se interessar mais pelo mundo dos investimentos.

Estudando, aprendendo e testando aos poucos, com certeza você vai se sentir mais seguro para aplicar mais. E a descobrir novos ativos também, muitas vezes mais rentáveis.

Liquidez diária CDB e poupança

A liquidez é a facilidade com a qual você consegue reverter o seu investimento em dinheiro novamente.

Logo, liquidez diária quer dizer que, todos os dias, a qualquer momento, você consegue resgatar o seu dinheiro. E importante: sem ter prejuízos.

No caso da poupança, a liquidez dela é sim diária e você não perde nem um centavo da aplicação por isso. 

No entanto, você perde a rentabilidade. E convenhamos, esse é um fator fundamental a não ser perdido quando falamos em investimento, não é mesmo?

Já os CDBs possuem diferentes regras, dependendo de cada instituição e cada título. Atente-se à descrição do produto antes de comprar para saber se ele oferece liquidez diária ou não.

Agora, se você realmente precisa de um investimento que possua liquidez diária, vamos trazer uma opção ao final deste texto. Aguarde!

CDB ou Poupança - Grão
Crédito: Pexels

Simulador de poupança e CDB

Ok, agora você já viu as vantagens e desvantagens. Mas que tal vermos alguns números na prática antes de você decidir de fato entre CDB ou poupança?

Existem hoje diversos simuladores que te ajudam a comparar a rentabilidade de um investimento em CDB ou poupança.

Eles são capazes de te mostrar qual o mínimo de porcentagem do CDI que um CDB tem que render para se superar a poupança. E também qual o tempo de aplicação.

Outras opções de investimentos em renda fixa

Ok, nesta matéria falamos muito sobre os CDBs e a poupança. No entanto, estas não são as únicas opções de investimentos em renda fixa que devem ser consideradas.

Antes de escolher um investimento destes investimentos, sugerimos que você pesquise também sobre:

Agora, se você quer guardar dinheiro rendendo 100% do CDI, com liquidez diária e de maneira fácil, abra uma conta Grão.

Na conta Grão, o seu dinheiro rende mais do que a poupança e você ainda conta com ferramentas que te ajudam a juntar dinheiro.

Basta baixar o aplicativo da Grão no seu Android ou iOS, seguir o passo a passo e abrir uma conta.

Conclusão

Conhecer bem um investimento é muito importante para não perder dinheiro (ou deixar de ganhar).

Por isso, comparar dois tipos de aplicação é fundamental para conhecer as melhores opções do mercado.

Agora que você já sabe o que é melhor para você, CDB ou poupança, você consegue tomar uma decisão segura. Boa sorte!

E se você quer melhorar suas finanças, conte com a Grão. Todos os dias trazemos dicas financeiras nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube.

Por fim, baixe grátis o aplicativo Grão e comece agora a juntar dinheiro! O app é gratuito e está disponível nas principais lojas de aplicativos Google Play ou App Store.

Leia também

Deixe seu comentário

Comece a poupar com a Grão